segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Fanatismo - Florbela Espanca (Música Fagner)

Pessoalmente não posso dizer que sou efectivamente "Fanático" por algo, mas no que respeita a poetas e poesia, se o fosse se-lo-ia sem dúvida por Florbela Espanca e muitos dos seus poemas, em destaque para este "Fanatismo" que Fagner imortalizou ainda mais numa linda canção. 
Um poema apaixonado cheio de metáforas ousadas e intensas. 
Minh'alma de sonhar-te, anda perdida,
Meus olhos andam cegos de te ver,
Não és sequer razão do meu viver,
Pois que tu já és toda a minha vida....
Aqui ficam a letra, os Acordes para Violão e o Vídeo de Fagner do mesmo tema, basta clicarem em "Ler Mais" para verem TUDO. 
Vou ter que praticar muito este tema que é bem difícil, ufaaa!!!!
(Vídeo - Fanatismo - Fagner - Clique Play)


Acordes Para Violão em Tom (Am)
Intro: Am G F E7 F G7 C E7 Am
               E7/9+              Am9
Minh'alma, de sonhar-te , anda perdida.
            Dm       G7       C
Meus olhos andam cegos de te ver!
                               E7
Não és sequer razão do meu viver
                            Am
Pois que tu és já toda a minha vida.

                E7/9+       Am9
Não vejo nada assim enlouquecida... 
          Dm          G7     C
Passo no mundo, meu amor, a ler 
                           E7
No misterioso livro do teu ser,
                               F 
A mesma história tantas vezes lida! 

                                F#º 
"Tudo no mundo é frágil, tudo passa..."
                                 C
Quando me dizem isso, toda  a graça
                          E7
Duma boca divina fala em mim 
                                Am
E olhos postos em ti, digo de rastros: 
                Gm7  C7         F
" Podem voar mundos, morrer astros,                                             
                E7               Am 
Que tu és como Deus: Princípio e Fim!
                Gm7  C7         F
" Podem voar mundos, morrer astros,                                             
                E7               Am    
Que tu és como Deus: Princípio e Fim!

Recomeça a música desde a introdução, e depois:

Am G                F                    G7
Eu ja te falei de tudo mas tudo isso e pouco,diante do 
        C  E7  Am
  que sinto

12 comentários:

Fazemos de Conta disse...

Zé, que postagem! Adoro essa interpretação do Fagner. Ele canta com uma emoção que arrepia. Estudei violão por um tempo, mas larguei na época dos exames para a faculdade...
Senti vontade de tocar novamente ao ler este post. Obrigada por compartilhar essa letra e música tão lindas.
Lúcia

Carol Viégas Artes disse...

Zé eu acho muito linda essa música. Gosto de montão do Fagner, desde a minha adolescência. Bem... na nossa adolescência nós ouvíamos MÚSICA!!!
Abraços e uma ótima semana.
Carol Viégas

Faniquito disse...

Oh patrício, mas que post liiindo !!!

Eu amo Florbela...mulher intensa, apaixonante, forte...adooooro !!!

E Fagner cantando ...que tudo !!!

Linda e abençoada semana

Beijinhos

Ana

Angela disse...

Olá Zé, linda esta cançao. Escutava muito o Fagner na minha adolescência e vc me fez relembrar um pouquinho dela. Obrigada! Beijos e uma ótima semana para vcs!

Celena disse...

Essa musica é realmente muito linda...aprende e mostra pra gente tá? vou aguardar...bjoca.

Fatima disse...

Um ótimo casamento!
Fagner e Florbela!
Bjs.

Cris de Sales Lobato disse...

Com certeza, uma das mais belas vozes poéticas de Portugal, se não, a mais...sempre achei que ficou linda cantada pelo Fagner, que eu adoro!
Li algures, que este poema mereceu um importante estudo psicanalitico...justamente pela questão do fanatismo pelo outro, que se esquece do proprio eu...mas Florbela era assim: tão enlouquecida que até matou-se! Ficou eternizada na sua obra, claro.

Mori, vais treinar e, com os teus progressos violinisticos, em breve has-de fazer-me uma serenata. Gravamos em video e linkamos aqui para o blog, que tal? :)

Beijinhos.

Isabel Silva disse...

POIS ZÉ,VOCÊ SEMPRE NOS SURPREENDE COM A SUA CAPACIDADE DE CRIAR TRABALHOS MARAVILHOSOS.
É O CASO DA SUA CAIXA QUE FICOU UM PRIMOR.
QUANTO Á POESIA TAMBEM GOSTO DE FLOR BELA ESPANCA.
JÁ DAS FRANCESINHAS NUNCA PROVEI E AGORA TAMBEM NÃO AS PROVAREI DE CERTEZA,POIS NÃO COMO CARNE,MAS ACREDITO,QUE SEJA UM UM BOM MESTRE DE CULINÁRIA.
OBRIGADA PELA VISITA.
Bjs

Estela disse...

Obrigada pelas poesias de Florbela, esta e a que me presenteou lá no blog.
Florbela sempre estará nos nossos corações... Sempre será Flor bela ou Bela flor.
Bjs.

Jacque disse...

Minha Poeta Preferida !!!!!!!!!!!
Adoro Flor Bela Da Alma !!!!!!!!!!

Anónimo disse...

Eu sou Candida sou portuguesa e só quero falar aqui para lhe deixar os meus parabens por tanta imaginação .
Um grande abraço desta sua admiradora portuguesa
Candida

Ana disse...

Surpresa em encontrar no mundo blogueiro alguém que tambem aprecie a Florbela Espanca! Também amo! rss
Parabéns, suas artes são 10!

 
BlogBlogs.Com.Br